Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \12\UTC 2011

IVAN, 40 ANOS

IVAN, 40 ANOS

 

Avança o buril pela minha gravura

altura

peso

inscrições

sinais

textura

cor

e seja mais o que for

que há em mim

completa 40 anos

Ganhei um rio pra ver naufrágios

só pra provar dessa água

de um modo alternativo

Vivo com riso

e siso

tenho nove orifícios

e conheço a fé

do oxigênio poluído

da minha cidade

Dois grandes amores me arrancaram os braços

o que abandonei e por quem fui abandonado

pensam em mim como que diz “Voa”

Minha sorte está intimamente ligada

à vida dos animais

Parabéns, Ivan!

Do alto da ternura dos que não falam

quatro décadas você contempla

Read Full Post »

INTERLÚDIO DO SER AUSENTE

 

Esses meses

você conta como segundos

que ao longo de possíveis anos

e meses de calendários

eles se transformarão em dias

ou somente em horas

de uma noite difícil

 

Não conjugues verbos

apelativos ou difíceis

Eu me mato, tu me matas, ele me mata

Não

Vai catar coquinho

Traição e abandono

é um jogo que já conheces

e se é pra julgar alguém

comece pelo espelho

 

Há saudades implodidas no mundo

e o grande milagre de esconder chagas

quando se ri

 

o Amado e Protímenos

você ama e protimeniza

Amar

presta atenção, Ivan,

é a única forma de ter

 

ausência e distância pras cucuias

vai catar coquinho

e dança esse tempo

como dançariam os lagartos

que ele imitou

 

 

 

i.m.fornerón

Read Full Post »